Coliseu: resistindo ao tempo desde o século I

Quando pensamos em Roma, logo nos vem à cabeça um dos monumentos históricos e arquitetônicos mais famosos da cidade: o Coliseu. Ele é um dos principais pontos turísticos não apenas da Itália, mas sim, do mundo e vem resistindo ao tempo desde o século I.

Construído durante o Império Romano, teve suas obras iniciadas no ano 72 d.C por ordem do Imperador Vespasiano, e foi concluído após 8 anos já no sob o governo de Tito, seu sucessor. A arena em formato elíptico, servia para entretenimento da população local e foi palco para diversos embates entre gladiadores.

A imponente obra feita em mármore, pedra travertina, ladrilho e tufo, conta com um exterior de 187 por 155 metros e mais de 48 metros de altura em alguns pontos. Na parte interna, a arena foi construída em madeira e coberta por areia. Já as arquibancadas, construídas a partir de 3 metros do chão, acomodavam mais de 50 mil pessoas, que eram divididas conforme suas classes sociais: o pódio, para as classes altas; a maeniana, para a classe média; e os pórticos, para a classe baixa.

Coliseu: resistindo ao tempo desde o século I

Foto: Pinterest

Os jogos de gladiadores foram abolidos em 438 d.C, e com isso a obra sofreu um lento declínio. A partir daí, a construção passou a ser utilizado com diversos propósitos como simulações de batalhas navais, onde a área ocupada pela arena era alagada, como depósito de animais, como um forte, até períodos de completo abandono. No século 11, foi transformado em uma fortaleza, abrigando membros de uma família nobre durante o período de batalhas.

Ao fim do império terremotos contribuíram para a decadência da construção. Na Idade Média, parte do mármore e bronze de sua estrutura foram saqueados e alguns foram utilizados na construção da Basílica São Pedro, no Vaticano.

O  maior anfiteatro do mundo, recebe 6 milhões de turistas anualmente, e conta com visitas guiadas tanto durante o dia e a noite.

Coliseu: resistindo ao tempo desde o século I

Foto: Pinterest

DICA: Para evitar filas, é importante garantir os ingressos antecipadamente.