Nápoles, o coração do sul da Itália

A terceira maior e mais importante cidade da Itália, encanta por diversos fatores: a beira-mar, o vulcão Vesúvio, os campos, os teleféricos, sua população calorosa e também por sua arquitetura. A cidade orna de forma esplendorosa as belezas naturais e a beleza urbana.

Além de toda a parte visível aos olhos, se experimenta o melhor da gastronomia típica do país, como a melhor pizza da Itália, a melhor mussarela de búfala fresca do mundo, o melhor pão caseiro italiano e o melhor café expresso.

Com quase 1 milhão de habitantes, em uma área de 119 km², experimenta-se dois extremos falando em arquitetura. De um lado, becos e vielas com muros cobertos de grafismos e varais de roupa estendidos no alto dos prédios. Do outro, grandes castelos, igrejas e praças imponentes. Dentre estes destacamos o Castel Nuovo, a Catedral Duomo di San Gennaro e a Piazza del Plebiscito.

Castel Nuovo

Foto: Pinterest

Tido como uma fortaleza medieval renascentista, o imponente “Castelo Novo” foi construído de 1279 a 1282 a pedido do Rei Carlos I e fica localizado junto ao porto de Nápoles.

Em seu exterior, além de suas cinco torres e grandes muralhas, o local conta com um enorme fosso em toda sua volta. Ainda no pátio encontra-se a Capela Palatina, embelezada por belíssimos afrescos. Já na parte interior, podem ser observados elementos originais do século XIV, assim como o Museu Cívico da cidade, com diversas peças de arte e a Sala dos Barões, utilizada para a realização de exposições e eventos culturais.

Duomo di San Gennaro

Foto: Pinterest

Construída no século XIII e finalizada um século depois, a catedral é dedicada ao santo padroeiro da cidade, São Januário. A igreja, que fica localizada em torno da basílica  di Santa Restituta, fica acima de catacumbas que contem vestígios arqueológicos de antigas civilizações grega, romana e cristã.

A catedral recebeu algumas manutenções com o passar do tempo. A primeiro ocorreu entre os séculos XVII e XVIII, quando foi necessária uma intervenção estrutural. Nesta mesma ocasião recebeu estuques e decorações barrocas. As características neogóticas em sua fachada foram inseridas apenas no início do século XX.

Piazza del Plebiscito

Foto: Pinterest

Construída no século XIX com rocha vulcânica do Vulcão Vesúvio, a Praça abriga a Basílica San Francesco di Paola, uma das maiores igrejas de Nápoles. Esta, construída inspirada na arquitetura neoclássica, com uma longa galeria de colunas semicirculares. Além da Igreja, a praça ainda fica em frente ao Palácio Real de Nápoles.

Ainda ficam extremamente próximos outros pontos de interesse da cidade, como: a Via Toledo , o Real Teatro di San Carlo , a Galleria Umberto I e o Castel dell’Ovo.